França: Generation Identitaire marcha contra a islamização em Paris

gettyimages-1183027789-2048x2048
Um homem guarda um cartaz durante uma manifestação contra o islamismo, organizada pelo grupo de extrema¹-direita Generation Identitaire (GI) em Paris, em 17 de novembro de 2019. (PHILIPPE LOPEZ/AFP/Getty Images)

Centenas de membros do movimento patriótico Generation Identitaire se reuniram nas ruas de Paris neste fim de semana para marchar contra a islamização de seu país.

A manifestação ocorre cerca de uma semana após a “marcha contra a islamofobia” organizada por ativistas de esquerda e políticos globalistas anti-franceses para protestar contra o que eles falsamente consideram um crescente sentimento anti-islâmico.

De acordo com os organizadores da Generation Identitaire, cerca de 800 pessoas estiveram presentes na marcha, onde os manifestantes seguravam bandeiras francesas e exibiam fotos de terroristas, como os perpetradores dos ataques de Charlie Hebdo, relata o Le Point.

Clement Gandelin, presidente da Génération Identitaire e um dos organizadores da marcha, disse aos jornalistas: “Essa manifestação foi organizada em resposta ao ataque que ocorreu na sede da polícia em Paris [perpetrada no início de outubro por um agente suspeito de radicalização] e hoje percebemos que vivemos em uma sociedade louca onde os islâmicos conseguem se infiltrar em nossas instituições mais altas.

Se estamos presentes hoje, é para representar o povo da França, os verdadeiros, aqueles que realmente moram aqui juntos, não a comunidade ‘improvisada’ que nos é imposta“, disse o porta-voz da Generation Identitaire, Anaïs Ligner, no início da marcha.

Que muçulmanos, associações muçulmanas, a Irmandade Muçulmana, os salafistas querem impor seus costumes, suas leis, suas crenças, seus costumes em nossa casa é o nosso problema e não deve ser aceito“, disse Jean-Yves Le Gallou, ex executivo da Frente Nacional e presidente da fundação de identidade Polemia.

Patrick, um professor de inglês aposentado de 67 anos de idade, disse: “Nós amamos nosso país e estamos preocupados com o seu futuro, devemos nos mobilizar contra o islamismo. Nas cantinas, nossos filhos comem halal, nossas mulheres são espancadas, com a cumplicidade das políticas.”

No início de setembro, o Voice of Europe noticiou que Clément Gandelin e outros dois membros da Generation Identitaire foram condenados a seis meses de prisão por organizar e realizar uma expedição pacífica nos Alpes, destinada a chamar a atenção para a crise dos migrantes.

*TRADUÇÃO LITERAL E NA INTEGRA


¹ Nos do Europa em Chamas não concordamos com a afirmação extrema-direita.


Fonte:

France: Generation Identitaire marches against Islamization in Paris. Disponível em: <https://voiceofeurope.com/2019/11/france-generation-identitaire-marches-against-islamization-in-paris/>. Acesso em: 20. nov. 2019.

Publicado por europaemchamas

Alguém anônimo que busca alertar as pessoas do perigo da invasão silenciosa que a Europa sofre por parte dos muçulmanos. Acesse: https://europaemchamas.wordpress.com/

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Crie um novo site no WordPress.com
Comece agora
%d blogueiros gostam disto: