Eleições na Áustria: ‘Top Poll’ do Partido Popular de Sebastian Kurz

gettyimages-1177884535-2048x2048
O ex-chanceler Sebastian Kurz, do Partido Popular Austríaco (OeVP) acena para os apoiadores após os resultados iniciais das eleições dar à OeVP um forte primeiro lugar nas eleições para o Conselho Nacional em 29 de setembro de 2019 em Viena, Áustria. (MICHAEL GRUBER/Getty Images)

O Partido Popular conservador da Áustria, liderado pelo ex-chanceler Sebastian Kurz, parece estar caminhando para uma clara vitória nas eleições gerais.

Os primeiros resultados projetados sugerem que o partido de Kurz ganhou cerca de 37% dos votos, contra 31% da última vez.

Seus ex-parceiros da coalizão, o Partido da “extrema”¹ direita (FPÖ), receberam menos de 17%, uma queda acentuada.

A rápida eleição geral foi convocada após um escândalo que causou o colapso do governo anterior de coalizão.

Kurz, 33 anos, pode optar por renovar sua aliança com o Partido da Liberdade – a fonte do escândalo -, mas pode querer procurar outras opções.

Um pacto de três vias com os Verdes (previsão de 13,1%) e o Partido Liberal Neos (7,8%) não está fora de questão. Uma grande coalizão com os social-democratas (22,5%) é considerada menos provável.

Espera-se que as negociações da coalizão sejam difíceis e durem semanas.

As assembleias de voto abriram às 07:00 (05:00 GMT) e fecharam às 17:00. Cerca de 6,4 milhões de pessoas foram elegíveis para votar na eleição.

Depois de votar no domingo, Kurz falou brevemente aos repórteres.

Nosso objetivo eleitoral mais importante é que não haja maioria [no parlamento] contra nós“, disse ele.

Norbert Hofer, líder do Partido da Liberdade, atingido por escândalos, disse a repórteres depois de votar: “O que é importante para nós é que temos uma base sólida para fortalecer o FPÖ e trabalhar no governo”.

Sobre o que foi o escândalo?

Tudo começou em maio, quando os meios de comunicação alemães publicaram um vídeo envolvendo o vice-chanceler Heinz-Christian Strache – então líder do FPÖ.

O vídeo foi gravado secretamente antes das eleições de 2017 em uma vila na ilha espanhola de Ibiza.

Nele, Strache é visto prometendo contratos governamentais com uma mulher que se apresenta como sobrinha de um oligarca russo.

Um advogado de Viena que afirma estar envolvido no golpe descreveu o projeto como “um projeto conduzido pela sociedade civil no qual foram adotadas abordagens jornalísticas investigativas”.

O escândalo de Ibiza forçou Strache a renunciar e levou Kurz a encerrar a coalizão entre seu Partido Popular de centro-direita (ÖVP) e o FPÖ.

O país é liderado por um governo interino desde junho.

Mas, apesar das consequências, Kurz parece ter saído ileso do escândalo.

Quais são as opções?

O FPÖ, sob o novo líder Norbert Hofer, espera renovar a coalizão com Kurz.

Mas enquanto Kurz compartilha uma dura linha anti-imigração com o FPÖ, o ex-chanceler pode optar por um pacto de três vias com os Verdes e Neos – o primeiro na Áustria.

Uma grande coalizão com os social-democratas (SPÖ) é considerada improvável por causa das más relações entre Kurz e a liderança de centro-esquerda, diz Bethany Bell, da BBC em Viena.

Quem é Sebastian Kurz?

Filho de uma secretária e professor, tornou-se ativo no ÖVP aos 16 anos.

Como estudante de direito em Viena, foi eleito presidente da ala juvenil do partido. Ele deixou seus estudos em 2011 para se tornar ministro júnior do interior, chegando a ministro das Relações Exteriores em 2013 aos 27 anos.

Dois anos depois, ele apresentou um plano para melhorar a integração de imigrantes. No entanto, ele elogiou o primeiro-ministro populista da Hungria, Viktor Orban, e reivindicou crédito pelo fechamento da rota dos migrantes dos Balcãs em 2016.

Eleito presidente em maio de 2017, ele renomeou o partido como Movimento Turquesa e depois serviu como chanceler de dezembro de 2017 a maio de 2019, quando o Caso de Ibiza derrubou a coalizão.

*TRADUÇÃO LITERAL E NA INTEGRA


¹ Nós do Europa em Chamas não concordamos com a afirmação extrema-direita.


Fonte:

Austria election: Sebastian Kurz’s People’s Party ‘top poll’. Disponível em: <https://www.bbc.com/news/world-europe-49867930>. Acesso em: 29. set. 2019.

Publicado por europaemchamas

Alguém anônimo que busca alertar as pessoas do perigo da invasão silenciosa que a Europa sofre por parte dos muçulmanos. Acesse: https://europaemchamas.wordpress.com/

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Crie um novo site no WordPress.com
Comece agora
%d blogueiros gostam disto: