Salvini pede “referendo de imigração para parar fronteiras abertas”

gettyimages-1169853363-2048x2048
ROMA, ITÁLIA – 20 DE SETEMBRO: O líder do partido político Lega Matteo Salvini participa no Atreju 2019 em 20 de setembro de 2019 em Roma, Itália. Atreju 2019 é uma conferência de ativistas de direita organizada pelo partido político Fratelli d’Italia. (ANTONIO MASIELLO/Getty Images)

Durante o fim de semana, enquanto abordava uma multidão de 80.000 de seus fiéis partidários, Matteo Salvini prometeu iniciar um referendo que impediria a nova coalizão de esquerda de manter os portos da Itália abertos a balsas migrantes que travam milhares de migrantes do terceiro mundo.

O plano de Salvini foi revelado para uma multidão maciça de cerca de 80.000 pessoas em Pontida no domingo, enquanto o ex-ministro do Interior acusou seus ex-parceiros da coalizão, o Movimento Cinco Estrelas (M5S), de cometer traição, informa a RTS.

Desafiaremos esses traidores que estão entrincheirados em seus escritórios“, disse o senador da Liga, enquanto a enorme multidão aplaudia.

Em alguns meses, haverá um governo do povo“, acrescentou Salvini, dizendo que ele e seu partido da Liga estavam preparados para iniciar um referendo das leis eleitorais da Itália.

Um referendo que vise reformar as leis eleitorais da Itália pode se tornar uma enorme dor de cabeça para a nova coalizão globalista. De acordo com a lei italiana, um referendo deve ser realizado se pelo menos 500.000 assinaturas forem adquiridas dos cidadãos italianos.

Salvini também mencionou que ele, junto com seu partido, analisaria referendos adicionais se a coalizão M5S-PD rejeitar seus decretos de migração e segurança e reabrir as fronteiras da Itália a traficantes de seres humanos migrantes.

Na semana passada, o novo governo de coalizão globalista convidou o ‘Ocean Viking’, uma balsa de migrantes operada pelas ONGs SOS Mediterranee e Doctors Without Borders, para descarregar outros 82 migrantes na ilha de Lampedusa.

O Ocean Viking, entre outras ONGs traficantes de seres humanos que operam no Mar Mediterrâneo, taxiou migrantes ilegais da costa norte da África para a Europa durante todo o verão.

Anteriormente, sob o domínio de Salvini, os serviços de táxi para migrantes – como o operado pela SOS Mediterranee e pela Médicos Sem Fronteiras – eram proibidos de entrar nas águas italianas.

Segundo pesquisas recentes, o apoio à nova coalizão globalista entre o povo italiano é extraordinariamente baixo.

Uma pesquisa da IPSOS divulgada na semana passada revelou que apenas cerca de um terço dos italianos apoia a nova coalizão, enquanto mais italianos preferem a coalizão populista anterior liderada por Salvini.

*TRADUÇÃO LITERAL E NA INTEGRA

Fonte:

LYONS, Arthur. Salvini calls for “immigration referendum to stop open borders”. Disponível em: <https://voiceofeurope.com/2019/09/salvini-calls-for-immigration-referendum-to-stop-open-borders/>. Acesso em: 19. set. 2019.

Publicado por europaemchamas

Alguém anônimo que busca alertar as pessoas do perigo da invasão silenciosa que a Europa sofre por parte dos muçulmanos. Acesse: https://europaemchamas.wordpress.com/

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Crie um novo site no WordPress.com
Comece agora
%d blogueiros gostam disto: